Caxinas – Barcelinhos (Caminho de Santiago)

Anúncios

Controlando vários botões com o mesmo evento numa aplicação C# WPF

Já tinha abordado este assunto no passado a respeito da criação do Jogo do Galo escrito em C++/Qt (ver aqui).

A ideia consiste em controlar vários botões com um único evento, como por exemplo num teclado numérico que serve para introduzir códigos de até seis algarismos.

mykeyboard

Continue reading “Controlando vários botões com o mesmo evento numa aplicação C# WPF”

Construção de algoritmos em Pseudocódigo – se… então… senão… fimse

Vamos avançar para a utilização de estruturas de decisão.

Em primeiro lugar vamos abordar a estrutura se… então… senão… fimse.

Para o efeito vamos considerar o problema seguinte:

“Dado um número inteiro, verificar se este é par ou ímpar.”

Algoritmo em pseudocódigo

Nome ParOuImpar
Descrição
    Dado um número inteiro, este algoritmo permite verificar se é par ou ímpar.
Variáveis
    nr: Inteiro
Início
    ler (nr)
    se nr % 2 = 0
    então   escrever ("O número é par.")
    senão   escrever ("O número é ímpar")
    fimse
Fim

Para saber se o número é par, utilizeio o operador %, conforme expliquei aqui, embora já numa abordagem em linguagem C++. Continue reading “Construção de algoritmos em Pseudocódigo – se… então… senão… fimse”

Construção de algoritmos em Pseudocódigo – Operação de atribuição

A expressão matemática x = 6 é muitas vezes confundida com a operação de atribuição que vamos utilizar em pseudocódigo.

A diferença é clara!

Versão matemática

x = 6

Representa uma equação do 1º grau, que só é verdadeira quando x assume o valor 6.

Versão pseudocódigo

x ← 6

Representa uma instrução que indica ao computador que deve ser armazenado o valor 6 na variável x.

xiguala63532

Sinal de atribuição

Vamos convencionar que o carater “←” representa então a operação de atribuição, ou seja, o armazenamento dos dados fornecidos (6) na variável em questão(x).

Alguns exemplos

A

Sequência de instruções

a ← 5

b ← 2

c ← a – b

Representação gráfica das variáveis no final da execução

exemploa

B

Sequência de instruções

z ← 5

z ← 2

z ← -3

Representação gráfica das variáveis no final da execução

z-3

C

Sequência de instruções

x ← 5 – 1

y ← x + 2

z ← x + y

Representação gráfica das variáveis no final da execução

exemploc

Índice

MySQL Server no Windows – Fazer login como root vs utilizador normal

As versões mais recentes do MySQL Server disponibilizam o acesso à linha de comandos do servidor numa consola pré-configurada.

Esta está por defeito associada à conta root e apenas é necessário digitar a palavra passe.

mysqlconsola

Assim sendo, como proceder de forma a fazer login especificando o utilizador?

Nos exemplos seguintes vou assumir que o MySQL Server está instalado em:

C:\PROGRA~1\MySQL\MYSQLS~1.6\bin

#1 login como root

Abra uma consola (cmd) e digite:

C:\PROGRA~1\MySQL\MYSQLS~1.6\bin\mysql -u root -p

consolaroot

#2 login como user

Abra uma consola (cmd) e digite:

C:\PROGRA~1\MySQL\MYSQLS~1.6\bin\mysql -u user -p

consolauser

Como compilar o driver de MySQL para o Qt5 no Windows (building Qt MySQL driver on Windows 7)

Uma vez que para utilizar o MySQL com o Qt é necessário compilar o respetivos plugin, apresento uma síntese de como o podemos fazer.

Vamos necessitar de ter instalado:

  1. O Qt ( Como instalar o Qt em Windows 7 )
  2. O MySQL Server ( Instalação do MySQL Server 5.5 (32 bits) no Windows 7 )

Segue-se a descrição passo a passo.

Continue reading “Como compilar o driver de MySQL para o Qt5 no Windows (building Qt MySQL driver on Windows 7)”