Publicado em Programação, Qt

Entradas e saídas de dados – streaming – C++/Qt

As classes QDataStream e QTextStream permitem manipular sequêcias de bits através de dispositivos representados por um objecto da classe QIODevice.

Quanto ao tipo de dados que permitem manipular temos:

  • QDataStream: Para manipular dados no formato binário;
  • QTextStream: para manipular dados no formato de texto.

Estas duas classes apresentam algumas vantagens relativamente às suportadas pela linguagem C++, entre as quais destaco  a facilidade de utilização, bem como a preocupação pela universalidade da utilização do código, independentemente da plataforma utilizada, país ou idioma, libertando o programador destas preocupações.

Uma vez que as entradas e saídas de dados estão associadas a determinados dispositivos, o Qt também disponibiliza um conjunto de classes para o tratamento de entradas e saídas que as aplicações podem utilizar.

A classe QIODevice é uma classe abstracta onde se centra todo este processo de leitura e escrita em dispositivos capazes de lerem e escreverem blocos de bytes.

As principais subclasses são:

Nota: ATENÇÃO ÀS VERSÕES

Neste artigo pretendo indexar um conjunto de exemplos que vou recolher e construir sobre cada uma destas classes.

Exemplo 01: Escrever um texto no ecrã (stdout).

Exemplo 02: Escreve um texto num ficheiro.

Exemplo 03: Substitui todas as ocorrências de uma palavra no ficheiro texto.txt por outra palavra dada. O resultado é guardano um novo ficheiro.

Exemplo 04: Implementação gráfica do Exemplo 03.

Exemplo 05: Upgrade do Exemplo 04 para utilização da classe QFileDialog de forma a permitir seleccionar a directoria de trabalho.

Exemplo 06: Permite abrir ficheiro de texto ( txt ou ficheiro de programação *.h, *.cpp …), procurar uma palavra e substituíla por outra, podendo no final o resultado ser guardado no disco.

Exemplo 07: Um exemplo sobre QDataStream. Em vez de uma coisa chata fiz uma aplicação que permite controlar um semáforo que está a ser executado nos vários postos da rede. O protocolo UDP é utilizado para “fugir” às aplicações do tipo cliente/servidor.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s